Quem se vê no calçadão

No piso áspero, frio quando à sombra e quente queimante quando ao sol, entre as lajotas, as marcas, os vincos, as raízes, as pessoas que disputam o chão. Em uma calçada, no centro de uma cidade como Santa Maria, há muito mais do que passos apressados, passos de sapatos lustrosos caminhando na pressa cotidiana, passos de saltos altos elegantemente parando, de quando em quando, na frente das vitrines.

Continuar lendo “Quem se vê no calçadão”

Anúncios

O menino da carrocinha de lixo

Nova ImagemHavia um menino que todos os dias passava no mesmo lugar junto com seu pai. Observava tudo e todos ao redor antes de segurar as rédeas do cavalo que puxava a carroça sob ele, para seu pai, num movimento rápido e ágil que estava acostumado a fazer, trancando a respiração, entrar em mais um contêiner de lixo.  Continuar lendo “O menino da carrocinha de lixo”

Saber fazer malabarismos

Quantas vezes temos de fazer malabarismo na vida? Quanto nosso sucesso nessa empreitada depende da nossa percepção sobre nossos comportamentos, nossas atitudes, sobre a forma como nos comunicamos? Tudo depende de como pensamos e nossos pensamentos tem a capacidade de nos fortalecer para continuar seguindo nossos sonhos, derrubando todos os obstáculos, um a um, por mais banais ou difíceis que eles pareçam.
Conhecer a si mesmo é o primeiro passo. Saber o que quer fazer, quem quer ser, é o segundo. Sabendo isso, o mais é detalhe, as circunstâncias que rodeiam, são detalhe, o tempo é detalhe.